Dores de garganta: o que ajuda rapidamente a aliviar os sintomas da constipação?

Dificuldade de deglutição, uma garganta arranhada e às vezes uma voz áspera - estes sintomas geralmente ocorrem no início de uma constipação. De que forma surgem as dores de garganta? E o que proporciona um alívio rápido da dor de garganta? Alguns conselhos são importantes quando os sintomas pioram e a garganta fica inflamada, pois muitas pessoas não sabem o que fazer quando começam a ter dificuldade em engolir. Uma constipação pode apresentar uma grande variedade de sintomas na garganta. Descubra como distinguir os sintomas e como pode combatê-los.

 

As causas da dor de garganta

A causa mais comum de dor de garganta é a infeção do trato respiratório superior (nariz, seios perinasais e garganta) por vírus. Mais de 200 patógenos diferentes podem ser a causa de uma constipação, sendo assim mais provável que a constipação apareça duas ou três vezes por ano. A infeção causa inflamação na mucosa da garganta, deixando-a vermelha e inchada. A dor de garganta é geralmente, o primeiro sinal de uma constipação e desenvolve-se muitas vezes em paralelo com os espirros. No entanto, isto não significa que as pessoas que sofrem de dor de garganta sejam mais suscetíveis a ter uma constipação. Pois, a dor de garganta pode aparecer como apenas mais um sintoma da constipação ou gripe ou pode ser totalmente independente.


Dor de garganta é muito comum porque o nariz e a garganta são as primeiras barreiras de defesa pelas quais os patógenos entram no corpo. A mucosa é um desses mecanismos, sendo responsável pela remoção dos patógenos. Durante os meses de inverno, o tempo frio faz com que a área do nariz e garganta sequem com mais frequência, tornando mais propício o surgimento da dor de garganta. Ao mesmo tempo o ar frio faz com que os vasos sanguíneos dessa área se contraiam, reduzindo a circulação e a produção de muco e tornando mais fácil a entrada de vírus que infetam a garganta.


Dependendo da área da garganta que está afetada pela infeção, distinguem-se diferentes formas de dor de garganta:

  • Inflamação da faringe (faringite)
  • Inflamação das amígdalas (amigdalite)
  • Inflamação da laringe (laringite)

Todos os três quadros de doença diferem frequentemente nos seus sintomas de dor de garganta. Se as dores de garganta forem muito severas, podendo irradiar até aos ouvidos, são típicas de uma amigdalite. Além disso, é possível a combinação de diferentes formas de dor de garganta, por exemplo, quando a laringe e a faringe estão inflamadas simultaneamente.

Outras causas para as dores de garganta

As dores de garganta fazem parte dos sintomas típicos de uma constipação. Em muitos casos existe, no entanto, outra doença por detrás, por exemplo:

  • Gripe
  • Alergias
  • Escarlatina, sarampo, parotidite
  • Mononucleose infecciosa

Estímulos ambientais, como o fumo dos cigarros, o ar muito seco e a poeira também podem causar dor de garganta. Se a voz for muito esforçada - por exemplo, durante uma visita a um concerto - tal geralmente causa dor na região da garganta.

Posso prevenir a dor de garganta?

Tendo em conta que a constipação é uma causa frequente da dor de garganta, o seu desenvolvimento pode ser evitado. Para tal é necessário manter o sistema imunitário forte: mantendo uma dieta saudável e equilibrada, exercício físico regular e sono adequado.
A dor de garganta também pode ser evitada ao não permitir que os patógenos virais entrem no seu corpo. Por exemplo, os transportes públicos são uma fonte típica de vírus, portanto, preste atenção à higiene das suas mãos após o contato com superfícies possivelmente sujas e com germes. Manter a mucosa da garganta hidratada (beber muitos líquidos) e quente (usar um lenço em volta do pescoço), também pode ajudar a prevenir as dores de garganta.

Como aliviar sintomas e combater a dor de garganta?

Existem várias soluções caseiras disponíveis se a dor de garganta aparecer associada a uma constipação. Entre outras coisas, as seguintes medidas provaram ter um efeito calmante na dor de garganta:

  • Beber muitos líquidos, de preferência dois litros por dia. Água ou chá sem açúcar devem ser preferidos como chá quente de ervas ou chá de gengibre. Se a mucosa da garganta estiver inflamada, o chá com sálvia, por exemplo, pode ter um efeito calmante.
  • Aquecer a garganta, por exemplo com um lenço de pescoço macio.
  • O mais importante é descansar, relaxar e dar ao seu corpo tempo suficiente para recuperar.

No entanto, muitas vezes não é possível fazer uma pausa em situações de dores de garganta, porque a maioria das pessoas precisa trabalhar ou cuidar da família. Nesses casos, é necessário um tratamento que alivie as dores de garganta rapidamente. Neste sentido, poderá encontrar medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios, recomendados para o alívio dos sintomas de constipação, não sujeitos a receita médica nas farmácias.

Infos zu Aspirin® Complex

Informação: O medicamento Aspirina® Complex é uma boa opção para dores de garganta, em combinação com nariz congestionado e febre. Não só alivia a dor, como também tem um efeito anti-inflamatório.

Dores de garganta e febre: quando deve consultar o médico?

Na maioria dos casos, as dores de garganta, mesmo em combinação com uma constipação ou febre, podem ser aliviadas com soluções caseiras conhecidas ou medicamentos para a constipação da farmácia. No entanto, alguns sintomas são questionáveis e devem ser examinados por um médico:

  • Dores de garganta muito fortes ou agravadas
  • Febre alta (a partir de 39ºC)
  • Pescoço inchado, até uma respiração mais difícil ou limitada
  • Dores adicionais no abdómen e náuseas

Se os sintomas não melhorarem após três dias, deve também consultar um médico. A pessoa de contacto certa é o seu médico de família ou um especialista em otorrinolaringologia (OTR); se necessário, ele pode prescrever-lhe um medicamento que irá ajudá-lo rapidamente contra as dores na garganta.

Infeções respiratórias

São normalmente a principal causa de dores de garganta e costumam ocorrer associadas a constipações.

Infeções

Podem ser reduzidas ao adotar medidas de higiene

Tratamento das dores de garganta

As soluções caseiras podem aliviar sintomas leves. Por outro lado, as farmácias oferecem outros produtos como alternativa.

O que é a faringite?

Quando uma dor de garganta ligeira piora, isso pode significar que se desenvolveu uma faringite. E como é que isto acontece? O que podemos fazer para aliviar a dor associada?

A inflamação da garganta ocorre tipicamente associada a uma constipação nos meses de outono e inverno. Uma faringite é causada de uma maneira geral pelos vírus causadores de gripes como são exemplos o rinovírus, o adenovírus, o vírus para influenza ou o coronavírus. Uma faringite é diferente de uma dor de garganta que ocorre por uma ligeira inflamação dos tecidos dessa zona.

No decurso de uma infeção de origem viral, e com um sistema imunitário enfraquecido, é comum que bactérias possam também causar infeção (infeções secundárias). A inflamação pode também atingir as amígdalas, tipicamente caracterizada por vesículas de revestimento branco-amarelado. Estas condições devem ser sempre avaliadas pelo médico para um correto tratamento.

Infoblatt zu Erkältung Pharyngitis

Informação útil: Se a mucosa da faringe ficar inflamada por mais de três meses sem interrupção, os médicos podem considerar esta situação como uma faringite crónica. A faringite crónica, em comparação com a inflamação aguda, é provocada por fatores externos, e não por vírus. Como por exemplo, o consumo excessivo de cigarros ou produtos químicos que podem danificar a mucosa sensível da garganta.

Os sintomas da faringite

Os primeiros sinais de inflamação da garganta incluem os seguintes sintomas:

  • Sensação de garganta arranhada
  • Dor de garganta
  • Dificuldade em engolir (disfagia)
  • Sensação áspera e seca
  • Mucosa avermelhada e inflamada na garganta

A faringite, além das dores de garganta, costuma ser acompanhada de dor de cabeça e dor nos membros.
A faringite lateral é um tipo específico de faringite que afeta os gânglios linfáticos (vasos laterais), localizados na parte lateral da garganta e caracterizados por forte vermelhidão e inchaço em caso de inflamação. A forte dor de garganta, a dificuldade em engolir, a dor de ouvido, a dor de cabeça, e uma sensação geral de fraqueza, são outros dos sintomas que costumam estar presentes numa faringite. Perante esta situação é necessário consultar um médico para a realização de um diagnóstico claro.

Tratamento de faringite

  • Em contraste com uma infeção bacteriana, que pode ser tratada com antibióticos, a faringite viral é tratada sintomaticamente. Desta forma, além do tratamento recomendado, pode também experimentar algumas soluções que pode fazer em casa. Lembre-se de beber bastante água para manter a mucosa da garganta hidratada e para eliminar os patógenos virais do corpo
  • Chás de ervas com sálvia podem reduzir a inflamação e promover a circulação
  • Compressas quentes ou leite morno são também bons para a garganta

Existe também a possibilidade de recorrer a anti-inflamatórios e analgésicos à venda em farmácias e parafarmácias para combater a faringite aguda.

Se suspeitar de uma condição crónica, consulte um médico para identificar a causa e após o diagnóstico, evite esses fatores causais sempre que possível.

Dificuldades em engolir e disfagia

Por vezes a dificuldade em engolir também ocorre associada com dores de garganta. As possíveis causas são a inflamação do esófago ou da mucosa da garganta.

Icon Mensch mit Halsschmerzen

Resumo: O processo de deglutição

Engolimos entre 1.000 e 2.000 vezes ao dia, geralmente sem perceber, embora o ato de engolir seja um reflexo complexo. O processo de deglutição geralmente pode ser dividido em três fases:

  1. Na fase de preparação ou transporte oral (fase oral), os dentes mastigam os alimentos que são ao mesmo tempo misturados à saliva pela língua. Da boca, o bolo alimentar entra na garganta, o que desencadeia o reflexo de deglutição,
  2. No início da fase de deglutição (fase faríngea) o bolo alimentar é transportado da garganta para o esófago. Nesta fase, várias estruturas anatómicas garantem que a laringe permaneça fechada para evitar que algo entre na traqueia.
  3. Na fase esofaríngea (fase do esófago), o bolo alimentar entra no esófago e é transportado para o estômago através de movimentos musculares em forma de onda.

Embora a primeira fase possa ser controlada, as fases de deglutição e esófago acontecem sem a nossa intervenção (involuntária).

Como surgem as dificuldades em engolir?

As dificuldades em engolir podem afetar qualquer pessoa, sendo um sintoma frequentemente identificado. De um nó na garganta a uma sensação de garganta arranhada ou dor de garganta, os sintomas podem abranger uma grande variedade. Uma vez que muitas estruturas físicas estão envolvidas no ato de engolir, as causas para as dificuldades de deglutição podem ser encontradas em diferentes zonas:

  • Os problemas em engolir geralmente são muitas vezes provocados pela inflamação da mucosa da boca ou da garganta, que costumam surgir durante as constipações. As pessoas afetadas geralmente apresentam sintomas como dor de garganta ou constipação.
  • A inflamação da mucosa esofágica é outra possível causa para as dificuldades em engolir e para as dores de garganta. Neste caso, pode tornar-se doloroso comer alimentos sólidos.
  • O estômago também pode ser responsável pela dor na garganta ao engolir. O esfíncter, músculo constritor, normalmente fecha a entrada do estômago para evitar que a conteúdo ácido do estômago volte ao esófago. No entanto, se essa função for perturbada, pode levar à regurgitação do conteúdo ácido do estômago para o esófago e provocar uma sensação de ardor (azia).

O que é a disfagia?

A disfagia é um problema de deglutição que se manifesta em vários sintomas, como a dificuldade na mobilidade da língua, o fraco reflexo faríngeo ou a tosse frequente. As causas da disfagia também são variadas: desde lesões na região da cabeça e pescoço, doenças dos músculos envolvidos, acidente vascular cerebral ou outras doenças neurológicas, como problemas de deglutição provocados por alterações relacionadas à idade. Consulte um médico se suspeitar de disfagia.

Dor de garganta ao engolir: o que pode fazer

Antes demais, a causa de sua dificuldade em engolir deve ser determinada. É devido a uma pequena inflamação? Ou que músculos envolvidos foram afetados? Para ter certeza, deve consultar um médico que poderá recomendar o tratamento para a dor de garganta ao engolir mais adequado com base no diagnóstico.

Se a dor for provocada por uma inflamação da mucosa oral, certas soluções caseiras podem ajudar a aliviar os seus sintomas. Se os sintomas estiverem relacionados a uma dor de garganta associada a constipação, existem também analgésicos e medicamentos anti-inflamatórios não sujeitos a receita médica, que pode adquirir numa farmácia ou parafarmácia perto de si. Se os seus sintomas não melhorarem após três dias deve consultar um médico.

Todos os produtos Aspirina®

Todos os produtos Aspirina®

Aspirina® Xpress 500mg, Migraspirina®, Aspirina® Complex, Aspirina® C ou Aspirina® Direkt? Qual a mais indicada para mim?