Dores musculares e articulares

O corpo humano possui cerca de 650 músculos diferentes e cerca de 360 superfícies articulares. Tensão, cãibra ou distensão muscular – as causas das dores musculares são tantas quanto as ofertas terapêuticas. No entanto, as dores musculares tendem a surgir primeiro na região do pescoço e nas costas. Tensão na zona das costas costuma ser confundida com problemas mais graves. Este artigo explica o que causa as dores musculares e o que se pode fazer para as aliviar.

Dores musculares: as causas mais comuns em resumo

As dores musculares (mialgia) podem surgir, por exemplo, após esforço desportivo ou atividade física incomum. Mas também um aporte insuficiente de minerais, tais como o cálcio ou o magnésio, bem como doenças, são elegíveis como causa para dores musculares

  • Lesões musculares: por exemplo, em desportos com movimentos de arranque e paragem rápidas (futebol, ténis), podem ocorrer fraturas, distensões ou contusões. Os dois últimos expressam-se por uma dor de pressão ou movimento, enquanto que uma rutura muscular ou fibra muscular também é adicionalmente reconhecida através de um hematoma.
  • Cãibras musculares: causas para este tipo de dor muscular são muitas vezes uma carência de magnésio ou um forte esforço físico no desporto; devido ao aumento da transpiração, ocorre uma maior perda de magnésio. Como resultado, muitas vezes experimentamos espasmos musculares nas barrigas das pernas.
  • Tensões musculares: uma postura errada ou a posição sentada durante horas favorecem a ocorrência de tensões que também podem provocar dores musculares. Mas também um movimento desfavorável ou uma musculatura fraca podem originar dores musculares nos ombros, pescoço ou costas. Ocasionalmente, podem surgir também dores musculares no pescoço . As regiões afetadas ficam a maior parte das vezes endurecidas e dolorosas ao toque.
  • Doenças musculares: por um lado, agentes patogénicos como bactérias (tétano) ou vírus (vírus da gripe) podem despoletar uma inflamação do músculo. Por outro lado, pode haver uma doença não inflamatória, por exemplo, quando um hipotiroidismo é a causa da dor muscular.

Em regra, a dor muscular, especialmente as torsões ou cãibras, desaparecem por si só. Deve procurar um médico se a causa para as dores musculares for desconhecida ou se os sintomas não melhorarem após várias semanas, ou se existir suspeita de uma lesão muscular ou rutura muscular.

Icon zur Informationssuche

O corpo humano possui cerca de 650 músculos diferentes. O maior músculo em termos de área situa-se superficialmente nas costas, o chamado Musculus latissimus dorsi - mas não é automaticamente o mais forte, pois esse é o masseter.

Tensões

São a causa mais comum de dores musculares

Calor e movimento

São as principais soluções para as dores musculares

Analgésicos

Oferecem ajuda no alívio das dores musculares

O que ajuda no caso de dores musculares?

Pressionar, beliscar, picar: As dores musculares manifestam-se de diferentes maneiras, consoante a causa que lhe está subjacente. Deve consultar um médico, sempre que não tiver a certeza sobre a causa do sintoma ou se tiver lesões ou doenças. O médico pode fazer um diagnóstico e iniciar as medidas terapêuticas apropriadas. Em dores musculares, estas consistem por exemplo em:
 

  • Fisioterapia
  • Massagens
  • Cremes analgésicos ou comprimidos
  • Acupuntura

No entanto, para lidar com a dor muscular, as pessoas afetadas também têm à escolha diferentes abordagens terapêuticas que podem aplicar em casa e se sofrerem de dores agudas, devem em primeiro lugar acabar com o ciclo de dor através de analgésicos – isso proporciona-lhes uma pausa e pode impedir que a dor se torne crónica. Por exemplo, o comprimido Aspirinas® Xpress, ativa os mecanismos de defesa contra a dor do corpo, inibindo os neurotransmissores. Porque a substância ativa de Aspirina® Xpress tem propriedades anti-inflamatórias, a dor é aliviada e assim pode movimentar-se novamente.

Além do uso de analgésicos, como Aspirina® Xpress, existem outras maneiras de combater suavemente a dor muscular aguda e a tensão, por exemplo, com tratamentos térmicos: ao tomar banho, coloque um jato de água quente na área dolorosa ou tome um banho quente com produtos de banho relaxantes. Igualmente a luz infravermelha, emplastros térmicos e o bom e velho saco de água quente às vezes fazem milagres.

E, por último, mesmo quando sofre de dores agudas, deve manter a calma, pois o stress não só desempenha um grande papel no surgimento das dores musculares como também a reforça e leva a um aumento da tensão. Por essa razão, faça exercícios de relaxamento, por exemplo yoga, treino autogénico ou exercícios para a distensão muscular.

Consulte o seu médico para determinar a terapia certa para a sua dor. Não espere muito tempo para tratar a sua dor, pois essa pode evoluir para dor crónica que é muito mais difícil de tratar.

Contra dores musculares: prevenir a dor

Quer prevenir as dores agudas diárias por mais tempo? Então, pratique exercício! Atividades regulares que fortaleçam os músculos das costas, como andar de bicicleta, nadar ou caminhar mantém-no em movimento e cuidam dos ossos e músculos fortes. Estabeleça o treino adequado para si e planeie sempre uma fase de aquecimento. Além disso, certifique-se de curar ferimentos e reduzir a obesidade, se necessário. Todos estes métodos de prevenção também ajudam a proteger a sua coluna e a evitar as tão temidas dores lombares.

Todos os produtos Aspirina®

Todos os produtos Aspirina®

Aspirina® Xpress, Migraspirina®, Aspirina® Complex, Aspirina® C ou Aspirina® Granulado? Qual a mais indicada para mim?

Como lidar com as dores nas articulações

A dor nas articulações pode ser um grande incómodo na nossa vida diária. As articulações são os pontos nodais dos nossos movimentos, portanto, a dor nesses pontos prejudica as sequências de movimentos, levando a posturas prejudiciais. As dores articulares nem sempre são provocadas por doenças graves. Saiba como pode prevenir as dores nas articulações e o que pode fazer para as aliviar.

  • As causas mais comuns para as dores nas articulações
  • Como interpretar os sintomas corretamente
  • Possíveis soluções para as dores nas articulações
  • Movimento em caso de dores nas articulações

Como surgem as dores nas articulações?

As dores nas articulações podem ter diversas origens. Por um lado, doenças como reumatismo, doença de Lyme ou inflamação nas articulações (artrite) podem ser responsáveis pela dor. Por outro lado, os sintomas também são um companheiro comum de doenças, como a gripe  ou o sarampo. As dores nas articulações ocorrem na forma de condições de abrasão nas articulações, especialmente na região da anca ou joelho, uma condição típica para a artrose.

Em contraste com o desgaste articular crónico relacionado à idade (artrose), a dor articular aguda geralmente resulta de sobrecarga física. Devido a estas causas mecânicas, a articulação é diretamente afetada, provocando dores nas articulações. Exemplos de sobrecarga física incluem: contusões, luxações, entorses, esforço excessivo, entre outros, adquiridos devido ao desporto ou por obesidade.

As dores articulares que ocorrem distinguem-se da seguinte forma:

  • A dor na locomoção surge assim que a articulação é mexida.
  • A dor noturna e dor de repouso ocorrem no estado de repouso, com frequência mesmo durante o sono.
  • A dor de impacto ocorre por esforço da articulação
icon

Ao tratar as dores nas articulações, é importante distinguir as causas mecânicas relacionadas a doenças. Por exemplo, inflamação aguda da articulação ou lesões provocadas pelo desporto devem ser tratadas por um médico. A Aspirina® Xpress também ajuda a aliviar a dor na maioria dos casos de dores articulares, permitindo um melhor movimento das articulações.

Sintomas de alerta das dores nas articulações

Articulações magoadas e demasiado esforçadas causam dor, particularmente em pessoas mais jovens. Em idade mais avançada, a dor nas articulações ocorre principalmente devido à osteoartrite. A dor nas articulações também pode ser provocada pela inflamação da bolsa sinovial ou dos tendões. Em seguida, estão descritas medidas, consideradas boas opções de tratamento, para todos esses casos de dor articular. No entanto, alguns sintomas requerem atenção especial. Em particular, é necessário consultar um médico quando muitas articulações do corpo são afetadas ao mesmo tempo. Procure ajuda profissional se ocorrerem os seguintes sintomas de dores nas articulações:

  • Inchaço intenso, vermelhidão e aquecimento da articulação
  • febre
  • Pele sensível à pressão, dorida, inchada ou gretada em redor da articulação
  • Início súbito de dor intensa

Nesses casos, seu médico determinará as causas e encontrará o tratamento certo para si.

Demasiado esforço

é uma causa frequente da dor intensa nas articulações

Artrite

causa dor nas articulações tipicamente em idades mais avançadas

Movimento e calor

dão apoio ao tratamento das dores nas articulações

Movimento em caso de dores nas articulações

Durante muito tempo, a abordagem consistiu em ser tolerante com a dor nas articulações. No entanto, este método não provou ser muito eficaz - pelo contrário, pode até agravar a dor. Assim, permaneça ativo! Quem se movimenta com regularidade influencia positivamente as articulações. Com o movimento, nutrientes importantes chegam às cartilagens enquanto que os produtos degradados são escoados.
Neste caso, o movimento não é apenas um qualquer movimento. Deve selecionar tipos de desportos que fortaleçam e que exijam em simultâneo muito movimento das articulações.

Estas atividades podem ser, por exemplo:

  • Natação
  • Andar de Bicicleta
  • Fazer caminhadas
  • Fazer flexões

As sessões de treino de fisioterapia são uma mais-valia para os músculos e as articulações. Estas reforçam os músculos, que por sua vez estabilizam as articulações e ao mesmo tempo fomentam o exercício. Consulte o seu médico ou farmacêutico e informe-se sobre qual a fisioterapia adequada para a sua condição.

Existem também outras opções que pode usar para aliviar as dores nas articulações

  • Além do treino de resistência, o treino de força é também bastante importante para as articulações. Quanto mais fortes forem os músculos circundantes, mais estes conseguem equilibrar a tensão externa.
  • Evite o stress unilateral. Por exemplo, ao carregar malas ou caixas pesadas.
  • Reduza o excesso de peso. Cada grama a mais exerce pressão excessiva sobre as articulações. A longo prazo, esta pressão tornará o desgaste das articulações ainda mais evidente. A dor articular aguda também pode ser minimizada pela redução de peso.
  • Quebre o ciclo da dor com analgésicos Os analgésicos proporcionam alívio às articulações e permitem que possa realizar exercícios de movimento específicos com menos dor.
  • Calor ou frio podem ajudar a aliviar a dor e a relaxar os músculos circundantes