Dor de cabeça

Angustiantes, desagradáveis, agudas – as dores de cabeça podem ter formas diferentes. As dores de cabeça podem tornar o dia-a-dia num martírio. Para muitas pessoas que sofrem de sintomas fortes de dor de cabeça, é frequente não conseguirem cumprir as suas tarefas e compromissos diários como habitualmente. A qualidade de vida encontra-se limitada – especialmente quando as dores de cabeça são frequentes.
Em seguida, poderá encontrar várias informações sobre as causas e sintomas, bem como conselhos e dicas, sobre o que fazer contra os diferentes tipos de dor de cabeça.

As possíveis causas da dor de cabeça

Para fazer o diagnóstico correto e poder dar início a um tratamento apropriado das dores de cabeça é importante ter em conta os seus possíveis desencadeadores. Os desencadeadores das dores de cabeça podem ser inúmeros fatores, desde stress até infeções ou alergias ou lesões da cabeça e das costas. As causas das dores de cabeça diferem bastante de caso para caso.

Os seguintes fatores podem desencadear dores de cabeça:

  • Stress
  • Postura corporal incorreta
  • Tensão na zona do pescoço e ombros
  • Atividade física insuficiente
  • Ranger dos dentes
  • Falta de sono
  • Poluição
  • Álcool e nicotina
  • Desidratação
  • Ruído
  • Flutuações no equilíbrio hormonal
  • Alergias
  • Alterações climáticas
  • Condições como hipertensão ou gripe
  • Lesões na cabeça ou coluna, por exemplo, lesão cervical ou concussão

Aspirina® Xpress 500mg: mais rápida do que nunca!

Aspirina® Efeito rápido

Efeito rápido

Aspirina® Bem tolerada

Bem tolerada

Aspirina® Fácil de engolir

Fácil de engolir

Aspirina® Sensação agradável na boca

Sensação agradável na boca

    O stress coloca-nos em situação de aviso porque o nosso corpo sinaliza sobretudo uma coisa: perigo. Para não correr riscos desnecessários, são ativadas funções do corpo como a tensão muscular, que aumenta a disposição para a prevenção ou combate. Se o stress é permanente, por exemplo, devido à quantidade de trabalho ou a problemas familiares, tensões musculares, dores de cabeça e cefaleias podem ser a consequência.

    Qualquer pessoa que sofra de dores de cabeça tensionais está bem familiarizada com a dor desagradável e premente. De que forma este tipo de dor de cabeça se desenvolve? Um dos motivos poderá ser o facto de permanecer sentado no local de trabalho por muito tempo, o que potencia uma postura inadequada, e que por sua vez pode provocar tensão e, por fim, fortes dores de cabeça.

    Existem também outros desencadeadores:

    • Postura errada do corpo
    • Pouca atividade física ou,
    • Ranger os dentes.

    O ar em espaços fechados é também uma a causa potencial para o desenvolvimento de dores de cabeça. O fumo do tabaco, os perfumes, bem como o ar expirado (com dióxido de carbono) fazem com que o ar fique mais “abafado” e seco. Em casa ou no trabalho, procure ter uma boa ventilação. A falta de oxigénio, em simultâneo com o excesso de dióxido de carbono (CO2) que expiramos sempre que respiramos, não faz bem à cabeça.

    Quem exagera no consumo de álcool ou nicotina, sofre poucas horas depois as consequências: ambos os estimulantes podem favorecer o aparecimento de dores de cabeça tensionais. O álcool retira ao corpo grandes quantidades de água e provoca dores de cabeça desagradáveis. A nicotina contrai os vasos e dificulta a boa circulação sanguínea - afetando a circulação cerebral.

    Uma noite mal dormida pode provocar mais do que apenas as olheiras. Normalmente, dormir pouco deixa-nos menos focados e com menos energia no dia seguinte. Desta forma, a falta de sono e a fadiga também podem provocar fortes dores de cabeça, pois para o corpo, a falta de sono tem o mesmo efeito que o stress, levando a dores de cabeça tensionais.

    A falta de sono também afeta o nosso sistema imunitário, enfraquecendo-o e facilitando a entrada de patógenos no corpo. Como consequência, poderá apanhar uma constipação acompanhada de sintomas típicos como o nariz a pingar, a tosse e a dor de cabeça. 

    As alterações hormonais, que ocorrem por exemplo durante o ciclo fértil feminino, também podem ser responsáveis por dores de cabeça. De acordo com o que se sabe atualmente, esses sintomas provavelmente devem-se à diminuição do nível de estrogénio. Por exemplo, os níveis hormonais diminuem pouco antes da menstruação e perto da ovulação.

    Deste modo, suspeita-se que o estrogénio tenha influência nos estímulos de dor no cérebro. No entanto, as inter-relações e os processos específicos que causam sintomas de dores de cabeça tensionais e enxaquecas ainda não foram totalmente pesquisados.

    As alergias são outra potencial causa para as dores de cabeça. Muitos alérgicos sofrem de dores de cabeça durante um surto agudo de alergia. Especialmente as pessoas alérgicas ao pó doméstico e ao pólen.

    Como se desenvolvem as dores de cabeça? Os alergénios entram no trato respiratório superior, provocando uma reação inflamatória no nariz e nos seis perinasais. Tal acontece porque o corpo considera os alergénios como perigosos e tenta neutralizá-los. Assim, a formação de muco aumenta para expulsar os “intrusos”. Neste caso, se a secreção não puder ser drenada com rapidez suficiente, a pressão nos seios da face aumenta levando a dores de cabeça alérgicas. As alergias também podem provocar enxaquecas, no entanto, o mecanismo utilizado para tal ainda não é conhecido.

    Mas as dores de cabeça e cefaleias podem ser consequência das mudanças climáticas? Os especialistas não chegam a acordo sobre este assunto. Por um lado, os investigadores consideram que a influência dos fatores climáticos nas dores de cabeça e nas enxaquecas é bastante pequena e até questionável. Por outro lado, alguns estudos sugerem que existe uma conexão entre fatores climáticos específicos e as dores de cabeça. A perceção subjetiva do indivíduo também pode ser um fator significativo no desenvolvimento de dores de cabeça.

    Existem doenças que podem provocar dores de cabeça. Estas doenças podem ser por exemplo:

    • Inflamação da meninge
    • Hipertensão
    • Otite
    • Constipação e gripe
    • Inflamação dos olhos e falta de vista
    • Glaucoma


    Se suspeita que possa ter de alguma das condições acima referidas, informe o seu médico e peça para ser analisado.

    Frau mit Kopfschmerzen

    Causas frequentes da dor de cabeça

    Desidratação, stress, álcool, tensão, ou mudanças no clima

    Tratamento para a dor de cabeça

    Soluções caseiras ou analgésicos não sujeitos a receita médica, como a Aspirina, ajudam a aliviar as dores de cabeça.

    Tipos de dor de cabeça

    Latejantes, por pressão, passageiras, e de um lado ou de ambos os lados

    A diversidade dos tipos e dos sintomas das dores de cabeça

    Os especialistas distinguem mais de 350 tipos diferentes de dores de cabeça. Os sintomas de dores de cabeça colocam a maioria das pessoas perante um quebracabeças: o que é que os sintomas significam? São um sinal de doença? O que posso fazer contra este tipo de dores de cabeça? De forma a facilitar a avaliação dos seus sintomas de dores de cabeça, Aspirina reuniu para si as informações mais importantes:

    • Dores de cabeça latejantes
    • Dores de cabeça de um lado ou de ambos os lados
    • Dores de cabeça por pressão, passageiras
    • Dor de cabeça por esforço

      Dores de cabeça fortes, latejantes e com dores palpitantes fazem com que muitas das pessoas tenham sintomas de dores de cabeça associadas a enxaquecas. Os seguintes sintomas são característicos desta doença, além da intensidade das dores e do agravamento dos sintomas com o exercício físico.

      • Enjoo
      • Vómitos
      • Visão turva
      • Sensibilidade à luz
      • Sensibilidade ao ruído
      • Perda de apetite
      • Excesso de sensibilidade em relação a determinados cheiros
      • Perturbações na visão
      • Perturbações na fala
      • Formigueiro ou sintomas de paralisia nos membros

      As dores de cabeça latejantes associadas às enxaquecas geralmente são apenas de um lado da cabeça. Muito dificilmente os sintomas passam de um lado para o outro ou espalham-se por toda a cabeça.

      As causas específicas das enxaquecas ainda não foram determinadas de forma conclusiva. Além das influências genéticas, há também a suspeita de distúrbios na regulação da dor no cérebro. Estes motivos mais frequentes para quem sofre de enxaquecas e podem ser responsáveis pelas dores de cabeça latejantes.

      Atenção: caso se trate de enxaquecas, estas não deverão ser tratadas isoladamente. Muitas pessoas sofrem de uma combinação de enxaquecas e dores de cabeça tensionais.

      A localização das dores de cabeça poderá também guiar-nos para o diagnóstico certo, pois as dores de cabeça tensionais e as dores de cabeça devido a uma constipação afetam normalmente ambos os lados da cabeça, ao contrário das dores de cabeça devido a enxaquecas e das cefaleias em salvas, onde é menos frequente.
      Nas cefaleias em salvas, as pessoas afetadas queixam-se principalmente de dores de cabeça na zona de um dos olhos.

      Normalmente são dores de cabeça simples, sem motivos de preocupação. Em muitos casos, ocultam as designadas dores de cabeça tensionais: ocorre no seguimento de tensões do pescoço e/ou costas – por exemplo, devido ao stress, postura incorreta ou falta de sono - que podem expressar-se sob a forma de dores de cabeça ligeiras e de intensidade média. Estes sintomas de dores de cabeça são pouco frequentes e podem ser tratados, eliminando a causa e administrando analgésicos como Aspirina® para alívio dos sintomas.

      Em caso de sintomas de dores de cabeça por pressão ou passageiras, as causas poderão também estar relacionadas com tensões. Muitas das pessoas queixam-se de pressão na cabeça, principalmente na frente, seios nasais e têmporas. Condições de saúde como constipação ou gripe poderão também ser responsáveis por este tipo de dor de cabeça. É possível também que as dores de cabeça passageiras estejam relacionadas com dores de cabeça associadas a analgésicos: todas as pessoas que tomarem analgésicos durante mais de 10 dias por mês estão em risco.

      Caso não tenha a certeza sobre os seus sintomas de dores de cabeça, ou mesmo com tratamento as dores de cabeça sejam frequentes, intensas ou duradouras, deverá consultar um médico. As causas das dores de cabeça só poderão ser verificadas através de exames especiais, para depois se iniciar o tratamento adequado.

      As dores de cabeça que aparecem após a prática de exercício físico só podem ser tratadas com eficácia se souber qual o fator desencadeador e removê-lo de maneira adequada. Nas situações em que sente dores de cabeça latejantes logo após ter feito uma corrida, ou outras atividades semelhantes, normalmente o seu corpo está a comunicar um sinal de alerta de que algo não está bem.
      Geralmente, as dores de cabeça surgem após ou durante a prática de exercício físico porque houve demasiado esforço físico. Nos casos em que aumenta o seu esforço físico muito repentinamente, por exemplo, quando levanta algo pesado de forma muito abrupta ou com muita força, as artérias e veias na sua cabeça podem esticar em demasia e provocar a dor de cabeça. Ao mesmo tempo, o aumento da transpiração provoca a perda de líquidos, piorando a dor. Portanto, as dores de cabeça provocadas por esforço excessivo são chamadas de dor de cabeça por esforço.

      Outras causas de dores de cabeça de esforço, muitas vezes também combinadas em si:

      • Está a realizar exercício físico com a “técnica” errada: o que leva a uma postura inadequada e / ou tensão, que por sua vez causa dores de cabeça. Os sintomas de dor podem aparecer algum tempo depois da prática de exercício, mas podem durar mais se os problemas musculares continuarem.
      • Não beber líquidos suficientes. A desidratação aumenta o esforço necessário, para que a circulação do sangue consiga chegar a todo o corpo
      • Insuficiência mineral, por exemplo, a falta de magnésio ou sais minerais, pode dificultar a função muscular ideal e a regulação do metabolismo
      • A temperatura ambiente está muito alta ou muito baixa: as temperaturas extremas também representam um desafio para o coração e os para os vasos sanguíneos.
      • Prática de exercício físico em zonas de maior altitude (por exemplo, corridas ou caminhadas ocasionais em montanhas, e não estando habituado a tipo de condições ambientais).
      • Os episódios de enxaqueca geralmente pioram com a prática de exercício físico. Pois, o exercício pode aumentar a dor de cabeça aguda.

      Qualquer pessoa que sofra de constipação irá sentir vários sintomas desagradáveis ao mesmo tempo: além de febre, dores nos membros e garganta inflamada, muitos também sofrem de dores de cabeça. Qual a razão? As verdadeiras causas da dor de cabeça associada à constipação ainda não foram determinadas pela ciência.

      No entanto, existem duas causas potenciais que parecem ser as mais prováveis:

      • Quando os vírus da constipação atingem a mucosa do trato respiratório, e causam inflamação e aumentam a produção de secreção. O muco não poderá ser drenado corretamente, o que pode aumentar a pressão na área da cabeça durante a constipação e provocar dores de cabeça
      • Quando o corpo luta contra a constipação, o sistema imunitário aumenta a liberação de citocinas. Essas proteínas transmitem sinais entre as células e podem talvez provocar as dores de cabeça

      Ambas são possíveis causas da dor de cabeça uma típica associada à constipação.

      As pessoas sensíveis às alterações climáticas sentem-nas em forma de dor de cabeça. Um estudo em grande escala mostrou que 11% dos pacientes com enxaqueca referiram o clima como a causa de dois terços de seus episódios.
      Porém, as influências externas como o clima podem mesmo desencadear ou agravar as dores de cabeça?

      Enquanto alguns especialistas consideram que há uma possibilidade de as dores de cabeça estarem relacionadas com clima, outros permanecem céticos. Por exemplo, as informações fornecidas pelos pacientes sobre as causas da sua dor de cabeça nem sempre são confiáveis. Pois, os pacientes podem reconhecer mais facilmente algumas influências, como o clima, do que outros fatores desencadeadores menos evidentes, como o stress, as mudanças no seu ritmo diário ou flutuações nos níveis hormonais. Portanto, poderá estar errado associar as dores de cabeça ao clima, tendo em conta que os estudos têm tido dificuldades em estabelecer uma ligação significativa entre as dores de cabeça e o clima.

      Desaparecimento rápido dos sintomas: o que ajuda contra as dores de cabeça?

      Geralmente, as dores de cabeça são um sintoma de uma causa específica que pode ou não estar relacionada a alguma doença. Deste modo, é sempre aconselhável determinar qual a causa da dor de cabeça. No entanto, existem diferentes métodos para aliviar os sintomas com eficácia.

      Muitos remédios caseiros e tratamentos prometem ajuda rápida e eficaz, mas serão realmente úteis para as pessoas que sofrem de dores de cabeça? Reunimos os melhores métodos para si:

      Desaparecimento rápido dos sintomas: o que ajuda contra as dores de cabeça?
      • Soluções caseiras contra a dor de cabeça
      • Relaxamento contra as dores de cabeça
      • Massagens contra as dores de cabeça
      • Movimento ao ar livre
      • Local de trabalho ergonómico
      • Pausas durante o trabalho
      • Alimentação equilibrada
      • Criar rotinas
      • Comprimidos contra as dores de cabeça
      • Alívio das dores de cabeça provocadas pela constipação

        As pessoas que sofrem de dores de cabeça podem, além do tratamento com Aspirina, também podem experimentar remédios naturais. Pois, existem por exemplo, vários óleos aromáticos, aos quais se atribui um efeito refrescante e analgésico que alivia as dores de cabeça.
        Outra solução caseira para dores de cabeça é beber café. A cafeína tem um efeito revigorante e dilata os vasos sanguíneos contraídos no cérebro, para aliviar as dores de cabeça. Até mesmo uma chávena de café no início de um episódio de enxaqueca supostamente poderá ajudar a reduzir os sintomas.

        Deixar que o frenesim do dia-a-dia fique para trás e focar-se no bem-estar é uma capacidade que ajuda contra a reincidência de dores de cabeça. Em muitos casos, os sintomas estão relacionados com uma sobrecarga mental que se verifica através das tensões e dores de cabeça associadas.

        Os exercícios de relaxamento seguintes poderão também ser úteis: Yoga, treino autogénico, Qigong e outros ajudam a quebrar o ritmo quotidiano.

        Nas dores de cabeça agudas, as massagens de alongamento leves nas têmporas e seios nasais podem ajudar. Libertam as tensões e ajudam a reduzir as dores de cabeça. Também pode colocar compressas húmidas e quentes na zona dos ombros e pescoço, compressas frias nas zonas da dor e massajar ligeiramente a zona da testa e têmporas com óleo de hortelã.

        Um passeio ao ar livre poderá ajudar contra as dores de cabeça. Desta forma, não só fortalece a circulação de sangue na cabeça, como alivia as tensões na zona do pescoço, ombros e costas. Pode ser um fator decisivo no combate contra as dores de cabeça tensionais.

        A prática regular de desporto fortalece o corpo e liberta a mente. O movimento não liberta a tensão apenas no sentido literal da palavra: os músculos tensos, devido a, por exemplo, excesso de stress ou a um longo período sentado, são libertos de uma forma mais natural - o que pode também reduzir as dores de cabeça e prevenir as enxaquecas. É permitido fazer tudo o que lhe sabe bem e que não piore os sintomas, como nadar, correr ou dar uma volta no parque de bicicleta.

        Um local de trabalho que seja benéfico para as costas está entre as sugestões contra as dores de cabeça, especialmente quando a maioria das pessoas passa grande parte do dia sentada. Uma postura corporal incorreta pode também ter consequências negativas: as tensões musculares no pescoço, ombro ou costas expressam-se rapidamente em dores de cabeça associadas a tensão. Para as evitar, recomendamos que tenha em atenção os seguintes pontos:

        • distância de pelo menos 50 centímetros entre o ecrã e o rosto,
        • uma cadeira de secretária ergonómica
        • alteração frequente da posição sentada
        • uma secretária de altura ajustável.

        CONSELHOS: Além dos passos indicados, levante-se e ande de vez em quando. Adicione também alguns exercícios intermediários para melhorar a circulação e promover o fluxo sanguíneo da sua cabeça.

        Uma pequena pausa aqui e ali não só liberta a cabeça, como pode ajudar contra as dores de cabeça. As pessoas que passam a maior parte dos seus dias ao computador são as que sofrem com maior frequência este tipo de sintomas de dor de cabeça. O que pode fazer?

        • Olhe para além do seu monitor.
        • Levante-se e movimente-se.
        • Faça exercícios de relaxamento para os olhos; por exemplo, fixe um ponto distante durante um minuto, por exemplo.

        Ou feche os olhos durante dois a três minutos com a palma das mãos, sem pressionar as pálpebras. Este exercício faz bem para descansar os olhos e também a cabeça.

        A alimentação saudável e nutritiva pode ajudar a reduzir as dores de cabeça. As pessoas que tomam vitaminas e proteínas suficientes fortalecem o corpo e todas as células estão devidamente nutridas. Um nível constante de açúcar no sangue, sem grandes subidas ou descidas, pode prevenir as dores de cabeça. Logo, é importante observar durante uma crise de dores de cabeça se a pessoa tem fome ou se o nível de glicemia caiu abruptamente. Não deverá esquecer-se também de beber água suficiente! Até a ingestão insuficiente de água leva, frequentemente, à dor de cabeça.

        Entre as sugestões contra as dores de cabeça está também a necessidade de implementar uma certa rotina no seu dia-a-dia. Isto não significa que todos os dias tenham de ser iguais. Poderá passar simplesmente por, por exemplo, não saltar refeições. Além disso, um ritmo regular de sono-vigília é, em muitos casos, benéfico: muitas pessoas têm menos dores de cabeça quando se levantam e vão dormir sensivelmente à mesma hora.

        Os dias estão normalmente todos preenchidos - prazos, preocupações e compromissos à espera de serem cumprido. Nem sempre temos tempo para prevenir dores de cabeça.
        A solução mais simples e rápida contra as suas dores de cabeça chama-se analgésico. A substância ativa ácido acetilsalicílico na Aspirina® inibe as dores de cabeça ligeiras a moderadas.

        Infos zu Aspirin®

        Aviso: Tenha atenção para não tomar analgésicos por um período superior a três dias e não mais do que dez dias por mês - caso contrário corre o risco de desenvolver dores de cabeça associadas ao consumo de analgésicos. Caso a dor seja persistente, consulte um médico ou farmacêutico.

        Experimente estas sugestões e tenha em atenção o desenvolvimento das suas dores de cabeça. As dores tornaram-se mais fracas? As dores de cabeça são menos frequentes?

        Se isto não acontecer, deverá consultar um médico, pois poderá ser útil chegar à raiz dos seus sintomas e descobrir uma forma de tratamento da dor de cabeça adequada. Para alívio dos sintomas pode também tomar um analgésico, como Aspirina®.

        • Beba muitos líquidos antes e durante a prática de desporto! As bebidas específicas para desporto, como bebidas isotónicas ou eletrólitos, que não só apoiam o equilíbrio de fluidos, como também melhoram a produção de minerais e carbohidratos.
        • Tenha momentos de repouso! O repouso aplica-se tanto durante como antes da prática de desporto. Não se esforce para atingir o melhor desempenho físico se não se sentir totalmente bem.
        • Faça um lanche antes do treino para manter os níveis de energia e de açúcar no sangue elevados. Por exemplo, comer uma banana poderá ser uma boa opção.
        • Estilo de vida saudável: durma o suficiente, evite o álcool e a nicotina e faça uma dieta variada e equilibrada.
        • Dê ao seu corpo tempo para se adaptar às condições ambientais. Comece devagar e não faça exercícios sob calor forte ou frio.

        Atenção: Caso não tenha a certeza sobre os seus sintomas de dores de cabeça, ou mesmo com tratamento as dores de cabeça sejam frequentes, intensas ou duradouras, deverá consultar um médico. As causas das dores de cabeça só poderão ser verificadas através de exames especiais, para depois se iniciar o tratamento adequado.

        Existem várias maneiras de aliviar uma dor de cabeça devido a uma constipação:

        • Descansar bastante é particularmente importante para tratar os sintomas da constipação, como a dor de cabeça, e para recuperar as forças. Dê ao seu corpo o Descanso que ele precisa.
        • Preste atenção aos conselhos gerais contra as infeções semelhantes às da gripe (como beber bastantes líquidos, inalar vapores, aquecer a garganta ou descansar na cama, se tiver dores nos membros). À medida que o seu sistema imunitário combate a constipação, a sua dor de garganta, dor de cabeça, tosse e outros sintomas também irão desaparecer gradualmente.
        • A compressa fria no pescoço ou na testa é recomendada para alívio da dor a curto prazo.
        • Os analgésicos podem ser uma opção para combater eficazmente a dor. Produtos como a Aspirina® C, não só aliviam as dores de cabeça associadas a constipações, como também aliviam outros sintomas como a dor de garganta, dores nos membros e a febre. Os comprimidos efervescentes com a adição de vitamina C são dissolvidos em água, libertando os seus princípios ativos de forma rápida.
        • Muitos pacientes usam soluções caseiras, como óleo de hortelã-pimenta ou gengibre. O óleo de hortelã-pimenta é massajado na testa e nas têmporas, e o gengibre é bebido como chá. Ambos podem ajudar a aliviar as dores de cabeça.

        Experimente e decida quais são os melhores métodos para si. Geralmente, a combinação de vários métodos leva a melhores resultados no alívio e tratamento dos vários tipos de dores de cabeça.

        Sinais de alerta na dor de cabeça: quando consultar um médico

        Embora desagradáveis, as dores de cabeça geralmente são um problema inofensivo, que pode ser tratado com medicamentos analgésicos não sujeitos a receita médica.

        As soluções caseiras também podem ajudar a melhorar os sintomas de dor de cabeça. Embora os pacientes com sintomas leves normalmente não precisem de um médico, existem algumas situações em que o conselho médico é recomendado para dores de cabeça:

        • dores de cabeça que surgem pela primeira vez, em idade acima dos 40 anos
        • intensidade, duração ou localização anormais da dor de cabeça
        • aumento da intensidade e duração das dores de cabeça, depois de tomar analgésicos
        • uso frequente de analgésicos (mais de oito a dez vezes por mês)

        Existem também outros sinais de alerta que necessitam de aconselhamento médico. Esses sinais incluem as dores de cabeça acompanhadas de febre ou sintomas neurológicos, como a dormência ou a paralisia. Esses sintomas podem indicar a existência da dor de cabeça sintomática, ou seja, a dor provocada por doença, como a sinusite, distúrbios vasculares ou trauma craniocerebral.

        É aconselhável que consulte um médico para determinar a causa dos seus sintomas e iniciar o tratamento para as dores e cabeça mais indicado.

          Quando deve consultar um médico para uma dor de cabeça associada a constipação

          As dores de cabeça provocadas pela constipação normalmente podem ser tratadas sem a intervenção médica. No entanto, em alguns casos, é necessária uma consulta com seu médico e um exame completo:

          • Se a dor de cabeça continuar após a constipação.
          • Se a dor for anormalmente intensa.
          • Se aparecerem sintomas que não são típicos da constipação, como os enjoos ou os distúrbios visuais.
          • Se a febre subir abruptamente (acima de 39 graus Celsius).

          O seu médico pode determinar a causa da sua dor de cabeça persistente e recomendar medidas adequadas ou prescrever medicamentos.

          Informationen zu Kopfschmerzen

          As dores de cabeça são um caso de emergência

          se aparecerem repentinamente e aumentarem de intensidade rapidamente. Ligue também para o número de emergência em casos de ataques epilépticos ou distúrbios de consciência.

          Que médico deve consultar para dores de cabeça?

          Depois de lidar com a questão de quando deve consultar um médico para uma dor de cabeça, a próxima questão é saber qual o médico que deve consultar para avaliar os seus sintomas.

          Normalmente, o médico de medicina geral é o primeiro ponto de contacto para avaliar as dores de cabeça. Os médicos de medicina geral estão familiarizados com os sintomas mais comuns de enxaqueca, cefaleias e outras dores de cabeça. Desta forma, os mesmos podem indicar o tratamento mais adequado. Se o seu médico não o puder ajudar, será possivelmente encaminhado para um neurologista. O neurologista utiliza outros métodos de diagnóstico, incluindo a tomografia computadorizada (TC) ou a ressonância magnética (MRI), para determinar a causa de sua dor de cabeça.

          Os terapeutas da dor também estão familiarizados com as condições que causam dor crónica. Portanto, as clínicas de dor ou hospitais são outras opções que pode considerar nesses casos.

          Informationen zu Kopfschmerzen

          O cirurgião ortopédico pode ser outro médico que pode consultar para certas dores de cabeça. Pois, a tensão muscular ou desgaste na área da coluna cervical podem provocar os seus sintomas.

          Frequentemente, os pais também se questionam sobre que tipo de médico devem procurar se os seus filhos sofrem de dores de cabeça. O médico pediatra deve ser sempre a primeira escolha, pois, não só examinará a criança detalhadamente, como também irá garantir que o medicamento seja administrado na dosagem certa, se for necessário.

          Um conselho especial: faça um calendário de dor de cabeça

          Ao manter um calendário da dor de cabeça, onde regista os seus sintomas de dor de cabeça, a gravidade e a duração, bem como as circunstâncias em que ocorreram, irá estar a facilitar o trabalho do seu médico durante o diagnóstico. O calendário torna mais fácil identificar as conexões e as causas da sua dor de cabeça.
          Deste modo, o médico pode solicitar outros exames que ajudem a comprovar as suas suspeitas. Por exemplo, testes especiais de alergia podem determinar se as dores de cabeça são provocadas por uma alergia. Se ocorrer uma reação alérgica evidente, o alérgeno é revelado como a causa da dor de cabeça.

          Todos os produtos Aspirina®

          Todos os produtos Aspirina®

          Aspirina® Xpress 500mg, Migraspirina®, Aspirina® Complex, Aspirina® C ou Aspirina® Granulado? Qual a mais indicada para mim?

          Saiba mais