Dores de cabeça tensionais: sofrimento subestimado

Uma grande parte da população tem algo em comum: dores de cabeça tensionais. Este tipo de dores não só coloca uma grande pressão sobre as pessoas afetadas, como tem igualmente consequências consideráveis no emprego e na sociedade - a doença não pode ser subestimada.1 As dores de cabeça tensionais são tão graves como as enxaquecas e outros tipos de dores de cabeça. O que se pode fazer contra estas dores? E quais são as causas?

 

As causas das dores de cabeça tensionais

Cerca de 78% dos europeus vive com dores de cabeça lancinantes, ou com pressão em ambos os lados. A Europa é o continente com a mais elevada prevalência de dores de cabeça tensionais.2 O que se pode fazer para as prevenir? Nos dias de hoje, não se conhecem ainda as causas desta dor. Os especialistas suspeitam que as pessoas afetadas têm uma sensibilidade maior à dor dos músculos da cabeça. Uma conjugação de fatores pode ser a causa das dores de cabeça tensionais, como por exemplo:

  • Stress emocional,
  • Falta de sono,
  • Tensão na zona do pescoço e/ou costas
  • Má postura

 

Sintomas de dores de cabeça tensionais

Um impulso agudo nas dores de cabeça tensionais dura entre 30 minutos a vários dias. Muitas pessoas descrevem as dores de cabeça ligeiras e de intensidade média como uma sensação de pressão forte, como se viesse de fora da cabeça. Pode ser muito difícil observar a diferença em relação a enxaquecas – mas com algumas características será relativamente fácil:

Dores de cabeça tensionais

Enxaqueca

  • em ambos os lados da cabeça
  • normalmente só de um lado
  • dores de cabeça por pressão
  • dores de cabeça por pulsação
  • Intensidade das dores: ligeira a moderada
  • intensidade das dores: alta
  • a atividade física é ainda possível, podendo aliviar os sintomas
  • a atividade física é quase impossível, agravando os sintomas
  • por vezes, sintomas ligeiros como sensibilidade aos cheiros ou luz, mas sem náuseas ou vómitos
  • sintomas como náuseas, vómitos, sensibilidade ao barulho e à luz, perturbações na visão, na fala ou motoras

Se se tratar realmente de sintomas de dores de cabeça tensionais, é também necessária uma diferenciação: os chamados episódios de dores de cabeça tensionais ocorrem até 14 dias por mês e são a forma mais frequente de dores de cabeça. Perante dores de cabeça com duração de pelo menos 15 dias por mês, trata-se de uma forma crónica e rara de dores de cabeça tensionais.

As dores de cabeça tensionais afetam todas as faixas etárias. As primeiras crises ocorrem em média por volta dos 25-30 anos de idade.

Como são tratadas as dores de cabeça tensionais?

Aspirina MicroActive®, Migraspirina®, Aspirina C® ou Aspirina Granulado®? Qual o mais indicado para mim?

Para um tratamento eficaz é necessário que, em primeiro lugar, sejam determinadas as possíveis causas para as dores de cabeça. Assim que o médico excluir outras causas ou doenças, poderá dar-se início ao tratamento de dores de cabeça tensionais. O tratamento pode abranger:

  • Conhecimento de técnicas de relaxamento
  • Prática de desporto e treino de resistência para alívio da tensão
  • Massagens
  • Administração de analgésicos

A automedicação permite o tratamento de dores de cabeça ligeiras ou com intensidade moderada, através de medicamentos não sujeitos a receita médica, ou seja, de venda livre.