Causas para as dores no pescoço e nas costas: tensão no pescoço e outras

Trabalho de computador, passeios de carro, longas noites em frente à TV - passamos a maior parte do tempo sentados. Como resultado, surgem tensões e dores que levam automaticamente a más posturas. Começa um ciclo vicioso porque, muitas vezes, uma má postura alimenta a tensão e causa ainda mais dor. Mas também, outras causas podem favorecer a dor no pescoço e nas costas, ou piorar a condição.

Uma fisioterapeuta examina um nervo preso no pescoço do homem

As causas para as dores no pescoço e nas costas em síntese

Uma variedade de fatores pode afetar negativamente o pescoço e a região posterior. As causas mais comuns são:

  • Tensões musculares
  • Lesões
  • Inflamações ou doenças reumáticas
  • Bloqueios nas vértebras
  • Hérnia discal
  • Osteoporose (perda de massa óssea)

As causas das dores no pescoço e nas costas não têm de surgir de repente, é possível que tenham estado despercebidas há algum tempo. Um movimento em falso/errado/incorreto ou uma corrente de ar frio é, muitas vezes, suficiente para despoletar a dor.

Além disso, existe uma variedade de outras razões que podem causar os sintomas:

  • Levantamento incorreto de cargas
  • Um movimento desfavorável, por exemplo no desporto
  • Distensões, tensões ou lesões no sono

No que se refere a estas dores, elas em geral fazem-se notar de forma aguda.

O modo de vida moderno como causa para tensões no pescoço e dores nas costas

Atualmente, muitas pessoas sofrem de dores no pescoço e nas costas. Mas porquê? A resposta encontra-se no nosso modo de vida moderno. Ao contrário das gerações anteriores, o homem moderno quase não se mexe. E quem se mexe muito pouco, carece de uma musculatura estável. Por sua vez, os músculos fracos não conseguem sustentar e aliviar a coluna vertebral de forma satisfatória – as consequências são as dores nas costas.

Sabia que?

A nossa coluna vertebral tem de suportar, em conjunto com os músculos que a rodeiam, o peso da cabeça - que pesa de cinco a seis quilos.

À falta de exercício, adicionam-se ainda no caso de muitas pessoas um esforço físico unilateral e uma postura desfavorável. Portanto, ficar sentado no local de trabalho horas a fio, fazer trabalhos não ergonómicos em frente ao ecrã ou olhar para o nosso telemóvel podem contribuir para as tensões no pescoço e outros sintomas.

Além disso, como resultado de uma má postura a longo prazo ou sobrecarga unilateral, pode surgir um nervo comprimido na área do pescoço, ombro ou costas. Este torna-se muitas vezes percetível por dores acentuadas nas costas, tensão nos músculos ou até mesmo dormência.

Além disso, numa tensão da região do pescoço surgem igualmente sintomas como dores de cabeça, que também são conhecidas por cefaleias de tensão.

Muitas vezes, o stress psíquico é negligenciado como causa potencial da dor no pescoço e nas costas. Assim, por exemplo, um mau clima na empresa, medo no local de trabalho ou stress podem causar queixas nas costas. A razão: quando estamos sob pressão, o corpo reage com a libertação de adrenalina, um mecanismo que antigamente costumava preparar os músculos para a ação de fugir ou lutar, devido ao enorme esforço muscular que era necessário. Este mecanismo de libertação da adrenalina desenvolveu-se naturalmente nos dias de hoje, onde essa libertação já não se esgota, a adrenalina permanece no corpo, originando tensão e outros sintomas.

Quer saber como pode tratar as dores no pescoço e nas costas? Leia mais sobre os métodos de tratamento.